6 Tendências instrucionais para 2017

O setor de e-learning cresceu em relação à abordagem tradicional e adotou metodologias de aprendizagem modernizadas que favorecem materiais educacionais para alunos e profissionais em todo o mundo. Os designers instrucionais estão usando as últimas tendências para oferecer experiências de aprendizagem de alto nível aos usuários.

 


 

As Tendências de e-learning para Designers Instrucionais em 2017

 

O escopo do Design Instrucional percorreu um longo caminho, considerando que a crescente conscientização sobre a área foi bastante evidente por sua popularidade. Os órgãos de credenciamento em todo o mundo estão mais rigorosos a respeito de diferentes institutos de treinamento e órgãos educacionais para, assim, poder preparar programas de treinamento altamente exigentes aos profissionais.

A maior parte da demanda para designers instrucionais vem a partir do aprendizado de ferramentas e tecnologia associadas ao seu trabalho. Estudantes em todo o mundo mostraram que existe a necessidade de uma mídia digital sofisticada para o propósito da aprendizagem. O objetivo é fazer com que a interação e o engajamento do aluno com o material de estudo seja melhor. A diversidade permite que os alunos experimentem a fase de aprendizagem em novos formatos e mídias.

Educadores experientes e designers não estão mais satisfeitos com os recursos das apresentações do PowerPoint e estão na busca constante de maneiras criativas de expressar sua mensagem para alunos em todo o mundo. O desafio é preencher a lacuna entre os estudantes e os provedores de conhecimento. As tendências abaixo são aquelas que os designers precisam praticar ao longo de 2017, a fim de entregar conteúdo e conhecimento da maneira mais convincente.
 

1. Realidade Aumentada (RA)

Sim! Estamos experimentando e desfrutando do conceito e das aplicações de jogos de realidade virtual (RV), mas, para a realidade aumentada, o melhor ainda está por vir. Mesmo que a realidade virtual esteja sendo usada em uma infinidade de dispositivos e empresas de desenvolvimento de aplicativos móveis, a conquista da realidade aumentada na área educacional e de aprendizado eletrônico é inevitável.

A Realidade Aumentada é muito mais avançada e excitante que o seu antecessor. Além disso, o script e o design de ferramentas e programas de instrução em RA são muito mais baratos e atraentes do que os programas orientados para RV.

É óbvio que os profissionais podem esperar dos provedores de educação um aumento na demanda de aplicativos e ferramentas móveis integrados na RA, e essa tendência não deve parar cedo.

A tecnologia de realidade aumentada está intimamente associada a experiências de aprendizado confiáveis, criativas e transformadoras que possuem um registro evidente de treinamentos acadêmicos e profissionais. As estatísticas e a aceitação do aluno são suficientes para indicar a importância da inclusão da realidade aumentada na descrição do trabalho dos designers instrucionais.
 

2. Textos digitais

Hoje, os provedores de educação em todo o mundo estão colocando grande ênfase em conteúdos 100% online e aprendizagem assíncrona. Contudo, passando o tempo, a preferência por uma biblioteca offline desses materiais de estudo e pela opção de acesso pelo smartphone vêm aumentando drasticamente.

A aplicação da opção de livros didáticos digitais, evidentemente, melhorou o nível de realizações acadêmicas e taxas de abandono escolar. Em 2017, os designers instrucionais empregam ativamente o uso desses livros digitais para proporcionar conveniência e uma experiência de aprendizado altamente envolvente.
 

3. Análise de Aprendizagem

A análise de aprendizagem provou ser altamente bem-sucedida no mundo do comércio eletrônico, o que contribuiu muito para o conceito de “business intelligence”. Os consumidores estão muito conscientes do comportamento dos cookies do navegador e de como eles invadem sua privacidade. Isso levou a mudança para a análise de aprendizagem.

Sistemas de gerenciamento de aprendizagem agora são usados ​​para adquirir relatórios analíticos. O objetivo é personalizar os materiais de aprendizagem existentes e transformá-los em metodologias modernizadas para atender o aluno de várias maneiras. Em resumo, as análises de aprendizagem estão sendo direcionadas para fornecer uma experiência educacional mais personalizada ou mais centrada no aluno.
 

4. Microlearning

O Microlearning, ou a metodologia de entrega de conteúdo em pequenas partes, pode soar bastante auto explicativo e familiar, mas ainda não vimos o maior potencial da tendência. A mudança do aprendizado tradicional (em que os alunos são forçados a digerir volumes amplos e altamente rigorosos de conteúdo educacional) para a micro aprendizagem foi apreciada por alunos e profissionais em todo o mundo.

O Microlearning permite que os designers instrucionais criem e gerenciem conteúdo em módulos curtos que funcionam entre os intervalos de 90 a 120 segundos. Imagens pequenas, vídeos animados, apresentações e exercícios simulados terminam de forma abrupta e são seguidos por questionários rápidos, que são um feedback instantâneo e orientado sobre como passar pelo programa completo de aprendizado.
 

5. Aprendizagem baseada em jogos

Não é exatamente um novo conceito, mas a aprendizagem baseada em jogos está definitivamente em ascensão por algum tempo. Uma metodologia de aprendizagem baseada em jogos exige técnicas de design instrucional com mais tato, que é dominado por uma prática constante ao invés de ser um esforço único. Hoje, os instrutores são capazes de criar jogos altamente interativos e envolventes para estudantes em todo o mundo.

O aprendizado baseado em jogo incorpora estratégias realistas de narração de histórias e mais algumas características interessantes, como personagens principais que se apresentam como avatares, feedback intencional e elementos mais fortes que ligam os objetivos de aprendizagem ao ambiente de jogo. O objetivo final é criar motivação e engajar o usuário enquanto absorve conteúdo baseado em jogos. Dado o aumento da mudança de uma simples e congestionada tecnologia de aprendizagem somente de texto, a aprendizagem baseada em jogos, mais dinâmica e interativa, certamente é a chave para o desenvolvimento instrucional.
 

6. Interfaces naturais para usuários

A demanda para exibir os materiais de aprendizagem da maneira mais fácil possível é definitivamente bastante alta. Vários sistemas de instrução e de gerenciamento de aprendizagem estão agora remodelando seus produtos para criar interfaces melhores e mais envolventes ao aprendizado.

É uma prática comum para designers instrucionais testarem os resultados do programa de aprendizagem, editarem o conteúdo e promoverem a dinâmica da interface. Aqui, o ponto principal é a experiência do usuário, o que incentivou os designers de instrução a trabalharem nesta tendência de forma mais agressiva que antes.
 

Palavras finais

Todas as tendências acima podem parecer familiares para alguns, mas a prática sempre crescente para designers instrucionais é algo que está contribuindo fortemente para sua aceitação global. Portanto, essa é a hora em que os profissionais de instrução começam a dominar essas tendências e continuam a entregar conteúdo nas formas mais criativas e tentadoras para os alunos em todo o mundo.

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.